Discutir e aprender sobre cultura e identidade nas comunidades

2 de outubro de 2012 por Mauro Duarte

Na XI Teia Cabocla é assim, aprender e repassar nossas origens.

 

Foto Mauro Pereira

Nos períodos de 3, 4 e 5 de Setembro de 2012, na comunidade de Vila Franca no Rio Tapajós, aconteceu a XI Teia Cabocla, que teve como tema “Cultura e Identidade Amazônica em Conexão”, foi um encontro que reuniu as lideranças de jovens de todas as comunidades ribeirinhas dos rios Tapajós, Arapiuns e Amazonas. Foi um encontro interessante com palestras, entrevistas, oficinas de vídeo, jornal, blogs, música, dança, pintura e circo. Isso fez com que os jovens se animassem a participar na sua comunidade. Durante o encontro, houve muitos debates sobre as culturas das comunidades, e se ainda estão sendo valorizados, porque algumas estão perdendo suas raízes e tradições de vida. Os jovens de maguari ficarão felizes de participar, porque alguns foram pela primeira vez.

               Foto Mauro Pereira

Na oficina de Música aprendi a confeccionar alguns instrumentos com matérias reciclados, como as latinhas, assim elas não iram mais parar no buracão, também cantamos uma música feita por todos os jovens que participaram da oficina de música, o nome era MARÉS. A cada dia aprendemos um algo novo, iremos repassar para os jovens da comunidade do maguari tudo aquilo que aprendemos e podemos absorver de conhecimento nas oficinas, e já estamos ansiosos pelas próximas TEIAS CABOCLAS, ate lá.

 

Por Roseo Sousa.

 

3 Responses to “Discutir e aprender sobre cultura e identidade nas comunidades”

  1. raimundo guimarães gamboa-mundinho Says:

    A escola Municipal de ensino Infantil e Fundamental Nossa Senhora de Assunção da comunidade de Vila Franca recebeu pela primeira vez a verba MAIS EDUCAÇÃO, esse dinheiro atende os interesses de todas as escolas publicas que desejam para seus alunos uma educação de qualidade onde todos possam sentir orgulho e não vergonha da escola onde estudam .

  2. raimundo guimarães gamboa-mundinho Says:

    venho através deste agradecer o Projeto Saúde e Alegria , pelo espaço que me foi concedido , onde tive a oportunidade de contar um pouco da minha vida . espero com a historia contada repassar a todos a importância da vida e para se viver com dignidade é preciso primeiro respeitarmos os direitos dos outros

  3. Paulo Lima Says:

    Muito obrigado Raimundo, foi muito importante para nós ter sua registrada. Aproveito para agradecer a Vila Franca pelo sua hospitalidade na Teia Cabocla.

    Abraços,
    Paulo Lima

Deixe um comentário

*