Crianças recebem presentes enviados pelo Presidente da Vivo

29 de dezembro de 2009 por Monica de Almeida

Crianças da Jurubeba

Na tarde desta terça-feira, 22 de dezembro, duas crianças da Vila Jurubeba de Belterra, receberam em sua casa, o Gerente Regional da empresa Vivo, Sr. Naldo Ximenes que trouxe a resposta das cartas entregues ao presidente da Vivo, Roberto Lima,  por ocasião da inauguração da torre em Belterra no mês de novembro. Trata-se de Railan dos Santos, 09 anos e Railane dos Santos, 11 anos, que na carta pediram como presente de natal, aparelhos celulares.

Ao receberem os celulares, as crianças muito felizes, disseram que já não tinham esperanças de serem atendidos e agradeceram os presentes.

4 Responses to “Crianças recebem presentes enviados pelo Presidente da Vivo”

  1. Jackson Rubem Says:

    Estas duas crianças da Vila Jurubeba de Belterra que receberam o Gerente Regional da empresa Vivo, Sr. Naldo Ximenes, trazendo a resposta das cartas entregues ao presidente da Vivo, Roberto Lima, devem ter sentido uma imensa emoção. Tomara que outras empresas imitem a ação da Vivo e promovam a alegria das crianças. Tomara ainda que livros “a mão cheia” sejam usados como presentes.

  2. NINGUEM VAI FALAR NADA SOBRE A FISCALIZACAO DA GLEBA NOVA OLINDA? - Eduardo Says:

    Ninguem vai falar nada? E agora? Como fica as mentiras dos criminosos?

    http://www.sema.pa.gov.br/interna.php?idconteudocoluna=5122

  3. Anonimo Says:

    Eduardo,
    Que tal vc ler as matérias recentemente publicadas no blog do Jeso, sobre os motivos da demissão de um funcionário que cumpria seu papel de fiscalização e foi retirado do cargo. Dai você me diz a confiabilidade que tem esse relatório.

  4. raimundo guimarães gamboa-mundinho Says:

    parabenizo o trabalho que o PSA desenvolve nas comunidades de sua abragencia, principalmente quando envolve os jovens das comunidades.
    esse trabalho contribui não somente para educar os jovens para a vida adulta, mas também para conscientizar os mesmos dos seus deveres e direitos.

Deixe um comentário

*