Seminário discutirá sobre mudanças na radiodifusão e comunicação alternativa

13 de agosto de 2015 por Lilian Campelo

adnews-193593859114153623534be87c50648547a141381b9d6c1d6643c00d2ac7Na próxima terça-feira, dia 18, inicia o I Seminário sobre Rádio Digital, Rádios Comunitárias e Comunicação Alternativa promovido pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Centro de Formação Interdisciplinar (CFI) e o Instituto Esperança de Ensino Superior (Iespes).

O evento encerra no dia 19 e irá abordar sobre a importância da comunicação através do rádio na Amazônia e a integração regional e nacional. Também serão analisadas as recentes mudanças na legislação brasileira no setor e as possibilidades abertas pelas tecnologias de digitalização nas frequências de radiodifusão, em especial os padrões em estudo pelo governo brasileiro: DRM+ (Digital Rádio Mondiale – tecnologia aberta com acesso a códigos e aos esquemas eletrônicos para construções de transmissores e receptores digitais) e o HD IBOC High Definition in band on Chanel – tecnologia proprietária de rádio com patentes sob controle da empresa norte americana Ibiquity Digital).

O seminário terá início no dia 18, às 9h, com uma aula pública sobre o tema “Rádios Comunitárias e Comunicação Alternativa”, a ser ministrada pelo Prof. Guilherme Figueiredo, da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), na sala 320, 3º andar do Campus Amazônia da Ufopa (Av. Mendonça Furtado, 2946, bairro Fátima). No dia 19, a partir das 19h, está programada uma mesa redonda para discutir os “Impactos da Digitalização do Rádio na Comunicação na Amazônia”. Além do Prof. Guilherme, da UEA, a mesa redonda contará com a participação do Prof. Paulo Lima (Iespes/Projeto Saúde e Alegria); Profa. Rosa Rodrigues (Iespes/Rádio Rural); o comunicador Sampaio Brelaz e o Prof. Doriedson Almeida (CFI/Ufopa). Essa etapa do seminário será realizada no auditório do Iespes (Rua Dep. Icoaraci Nunes, 3344, bairro Caranazal).

Haverá ainda a realização de uma oficina sobre circuitos eletrônicos para recepção DRM+ em receptores analógicos, que deverá ser conduzida pela equipe Oficiber do Laboratório de Aprendizagem Ativa e LABtics da Ufopa. A oficina ocorrerá no Campus Amazônia da Ufopa e será aberta ao público, mas serão ofertadas apenas 10 vagas. Assim como essa, todas as atividades do seminário são abertas ao público em geral e não requerem inscrição prévia. A programação completa do evento pode ser consultada abaixo.

Programacao RadioFonte: UFOPA

Calha Norte promove Curso de Rádio Comunitária em Santarém

14 de agosto de 2014 por Adriane Gama

jovem_radio

Foto: Adriane Gama

Nos dias 22, 23 e 24 de agosto, o Projeto Calha Norte realizará em Santarém, uma oficina de Rádio Comunitária, sendo dois dias de capacitação e um dia de gravação. A ideia da oficina é criar spots e programetes de rádio para divulgar as áreas protegidas da Região da Calha Norte – Rio Amazonas, para conscientizar seus moradores e vizinhos.

Este encontro terá a participação de 30 representantes de municípios envolvidos (Alenquer, Almeirim, Curuá, Faro, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Prainha,Terra Santa, Santarém e Laranjal do Jari) envolvendo radialistas, comunicadores e jornalistas interessados no tema de preservação da floresta amazônica.

A Calha Norte paraense inclusive possui cerca de 28 milhões de hectares e ocupa 23% do Estado do Pará. A região possui o maior conjunto de áreas protegidas (Unidades de Conservação, Terras Indígenas e Terras Quilombolas) do mundo.

A Oficina acontecerá na Rádio Rural de Santarém será facilitada pela radialista Mara Régia, apresentadora do programa Natureza Viva – Rádio Nacional, a qual tem a missão de preparar comunicadores para falar e discutir em seus programas, temas relacionados à preservação do meio ambiente e território, às Unidades de Conservação e aos direitos dos Povos da Floresta.

A Rede Mocoronga do PSA juntamente com as redes parceiras de comunicação comunitária ribeirinha da Resex Tapajós – Arapiuns, Lago Grande e da Flona – Tapajós, foram convidadas a participar deste encontro, confirmando presença: Rádio Arariuá (Samaúma), Rádio Integração FM Beta (Vila de Boim), Rádio Raio de Sol (Muratuba), Rádio Japiim (Surucuá), Rádio São Pedro (São Pedro – Rio Arapiuns), Rádio Cabocla (Urucureá – PAE Lago Grande Rio Arapiuns) e Rádio Duas Ilhas (Comunidade Prainha).

Os spots e programas pretendem atingir a três objetivos:

– Fazer com que os moradores dos municípios da região conheçam melhor o seu território e os povos da floresta, que vivem da terra e a mantém preservada;

– Mostrar os benefícios trazidos pela floresta (preservada nas Unidades de Conservação) como por exemplo: água potável, ar puro, recursos não-madeireiros (Castanha do Pará, óleo de Andiroba, entre outros);

– Buscar a valorização da floresta em pé e das populações que nela habitam (riberinhos, quilombolas, indígenas);

Para maiores informações e dúvidas, falar com Iara Vicente, pesquisadora Trainee do Programa de Política e Economia Florestal IMAZON – Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, pelos contatos (91) 3075-6392 / (61) 8173-0722.

Rádio Comunitária Capixaba

11 de maio de 2012 por Elis Lucien

A rádio comunitária Capixaba está localizada na comunidade de Capixauã, na Reserva Tapajós Arapiuns no município de Santarém, Pará. A rádio nasceu de uma iniciativa do Projeto Saúde & Alegria em levar a educomunicação permitindo crianças, jovens e lideres comunitários trabalharem não só o ato de comunicar algo através do sistema de rádio corneta mas, a informação no contexto amplo para difundir as notícias locais fazendo uma ligação com a educação comunitária levando dicas de saúde, meio ambiente oportunizando talentos locais.

A Capixaba 5.8 faz parte da Rede Mocoronga espalhada nas comunidades dos rios Tapajós, Arapiuns e Amazonas fazendo a interlocução das vozes da floresta com o mundo. Em 2010, a rádio recebeu um Sistema Solar para o funcionamento dos equipamentos, um notebook e um recarregador com capacidade para oito celulares. Tem a coordenação do grupo de jovens A Luz em Cristo Jesus – ALCJ, completando sete anos de fundação neste dia 12 de Maio.

Conheça a historia da rádio.

 

Técnicas de comunicação nas rádios comunitárias

28 de março de 2012 por Elis Lucien

”E no programa de hoje, teremos a participação ao vivo dos nossos repórteres e participantes da Oficina de Radiojornalismo que está sendo realizada nas dependências da nossa rádio FM Alternativa. Aqui é a sua praia”. Foi o texto mais falado pelos locutores da rádio comunitária durante os cinco dias de oficina ministrada por Yves Magat e Jean-Jacques Fontaine da ONG Jequitibá em Alter do Chão.

A oficina de Radiojornalismo tem a parceria com a Rede Mocoronga do Projeto Saúde & Alegria que visa melhorar a qualidade dos programas e o conteúdo das rádios comunitárias da Rede Mocoronga. Os cursos de formação são baseados na metodologia que a ONG Jequitibá utilizou durante o programa de aprendizagem das técnicas de jornalismo radiofônico.

Em Alter do Chão, a oficina foi realizada no período de 20 à 24 de Março nas dependências do barracão comunitário onde está instalada a Rádio Comunitária Alternativa FM, os participantes tiveram acesso à técnicas de jornalismo radiofônico e tendo como tarefa a elaboração de um Informativo com a participação de todos com reunião de pauta, reportagem de rua e finalização com gravação do Informativo com quinze à vinte minutos para a rádio local.

Rede Mocoronga nas ondas da Rural

19 de dezembro de 2011 por Elis Lucien

“Alô Amazônia, alô ouvintes sintonizados na rádio rural, está começando o programa da Rede Mocoronga. Levando a partir de agora muita informação, educação e saúde e alegria no seu rádio. Já cumprimentando você que se liga com a gente ai nas comunidades do tapajós, arapiuns, amazonas, planalto, várzea e é claro você que nos acompanha aqui mesmo na cidade”.

Assim começa o nosso programa de rádio da Rede Mocoronga nas ondas da rádio Rural de Santaŕem, todo sábado de dez às onze da manhã e reprisa no domingo as quatro da madrugada acordando as nossas comunidades ribeirinnhas nos aredores do rios Amazonas, Tapajós, Arapiuns  e do mundo. O programa está no ar à quatro anos, divulgando as atividades desenvolvidas pelo Projeto Saúde e Alegria e seus parceiros. Nos microfones as vozes ouvidas são dos nossos locutores: Raquel Fernandes e Silvaney Rodrigues que transmitem alegria, seriedade e informação no estúdio mocorongo.

E para balançar a nossa Rede Mocoronga o programa do dia 24 de Dezembro será ao vivo na Rádio Rural de Santarém. Então, partcipe conosco sintonize as ondas da rural e mande seu recado de Natal e Ano Novo.


FLONA Cada Vez Mais na Era Digital

28 de novembro de 2011 por Gabriel Abreu

Telcentro de Maguari

Mais uma vez a Floresta Nacional do Tapajós – FLONA foi contemplada nas ações do Projeto Saúde & Alegria. Na ultima sexta-feira dia 25 de novembro uma equipe de inclusão digital do PSA esteve nas comunidades de Maguari e Jamaraquá, para a entrega de um super computador de alta capacidade de processo gráfico.

A entrega do computador para essas comunidades é a conclusão do projeto de vídeo celular na comunidade. Agora os comunitários de Maguari e Jamaraqua estão preparados para gravar e editar seus vídeos. O local em que Maguari escolheu foi o Telecentro. Já o de Jamaraqua foi a radio comunitária.

Radio Comunitária de Jamaraquá

As atividades do Projeto têm apoio da Vivo/Fundação Telefônica

Rádio de São Pedro em destaque

19 de novembro de 2011 por Benezildo Costa



A Rádio comunitária São Pedro é um dos meios de comunicação mais utilizados para dar informação ao povo da comunidade. A Rádio comunitária São Pedro tem 6 anos na comunidade e já teve 3 coordenadores. Hoje a Rádio tem com esforço dessas lideranças, já tem pessoas capacitadas como jovens repórteres, locutores e técnicos que são multiplicadores na comunidade e tem como seu grande parceiro o Telecentro Maria Braga. Ambos lutam para melhoria da comunidade e de seus objetivos e com essa corrente de união acreditamos que só assim conseguimos realizar nossos sonhos.

Tecnologia de áudio visual na FLONA

14 de novembro de 2011 por Gabriel Abreu

Chegou a vez da FLONA (Floresta Nacional do Tapajós) no dia 11 de novembro a equipe do Projeto Saúde & Alegria esteve nessa região. Mais precisamente nas comunidades de São Domingos e Aramaní, comunidades à margem direita do Rio Tapajós, para entregar: Um supercomputador de alta capacidade.

A entrega do computador para essas comunidades é a conclusão do projeto de vídeo celular na comunidade. Agora as comunidade de São Domingos e Aramaní estão preparadas para gravar e editar seus vídeos. O local em que São Domingos optou para a instalação do computador foi a rádio comunitária. Já a comunidade de Aramaní o local foi a escola.


As atividades do Projeto têm apoio da Vivo/Fundação Telefônica

 

 

 

Comunicação

15 de junho de 2011 por Gilberto Sousa

Neste dia 15 de junho de 2011 a Rádio  Comunitária BEM-TE-VI de Maripá em parceria com a escola de Ensino “Santa Terezinha”‘e Rádio Pela Educação. Apresentaram o programa “Para Ouvir e Aprender”, é transmitido pela rádio Rural de Santarém. E jogado a toda comunidade de Maripá, pelos altos-falantes da rádio Bem-Te-Vi.

O projeto deu certo,e então, irá ao ar todas as segundas, quartas e sexta-feiras, às 07:30 da manhã, com a assistência de Dailton Silva coordenador da rádio e Samuel Salgado professor da escola.

A coordenação da Rádio Bem-Te-Vi também vai apresentar o programa “Mocorongo” da Rede Mocoronga de Comunicação Popular.

Rádio pela Educação em sintonia

10 de dezembro de 2010 por Elis Lucien

Oficina de Vídeo

O Projeto Rádio pela Educação vem promovendo educação e comunicação nas ondas do rádio desde 1999. A turma utiliza a sintonia do rádio para transformar o dia-dia escolar de mais de 250 crianças e adolescentes nas escolas públicas dos municípios de: Santarém, Monte Alegre, Aveiro,  Juruti e Belterra em Educação e Cidadania. Através do programa Para Ouvir e Aprender, veiculado na Rádio Rural de Santarém uma emissora AM, leva as informações através das ondas nos diversos assuntos pautados no incentivo à leitura e à escrita, a educação ambiental, os direitos da criança e do adolescente, cidadania,conta com a participação de  professores desenvolvem as atividades em sala de aula, com base em um Guia Pedagógico, produzido pela equipe do PRPE em parceria com a Universidade Federal do Pará.

Leia o resto desse post »