Vem aí o III Mocoroscar

6 de outubro de 2015 por Lilian Campelo

Concurso Multimídia Projeto Saúde & Alegria

Bitmap em FOLDER MOCOROSCA_sem fundoTema: “A vez e a voz das crianças e jovens da Amazônia”

O Projeto Saúde & Alegria promove a campanha e o concurso educativo de materiais de comunicação produzido pelas comunidades com os temas sobre os Direitos das Crianças, Adolescentes e Jovens da Amazônia (ECA e Estatuto da Juventude).

REGULAMENTO DO CONCURSO CULTURAL

1- Modalidades/linguagens:

As comunidades poderão participar nas seguintes categorias: fotonovela, música (composição própria), esquete circense (até 5min), melhor reportagem impressa/jornal, programa de rádio (vinheta, entrevista ou reportagem), vídeo de até 02 minutos.

2- Inscrições:

As inscrições são gratuitas e estão abertas a partir do dia do lançamento deste edital e vão até 30 de novembro.

3- Critérios de avaliação:

Um comitê de jurados independentes será construído para avaliar os melhores trabalhos inscritos, a partir de quatro critérios básicos:

Mensagem educativa

Roteiro

Criatividade

Desempenho dos atores

Qualidade

Ser Comunicativo

5- Premiação:

Serão selecionados e premiados os melhores trabalhos por categoria e os prêmios serão definidos em breve. A premiação ocorrerá durante o III Mocoroscar em local a ser definido.

Para mais informações:

Basta ligar para sede do Projeto Saúde & Alegria (93) 3067.8000 ou 91475104

Ou ir até o escritório do PSA que fica na Av. Mendonça Furtado, 3979, Bairro da Liberdade, Santarém-PA.

Veja o link: Mocoroscar (You Tube)

Cantando a Teia Cabocla

3 de novembro de 2011 por Fábio Pena

A cantora santarena Cristina Caetano com produção musical de Fábio Cavalcante gravaram voluntariamente a música com letra de Chico Malta, Teia Cabocla!

TeiaCabocla_CristinaCaetano_256kb

Show e muitas premiações no encerramento da Feira Cultura Digital

10 de abril de 2010 por Juliane Oliveira

Muita festa na 3ª Noite Cultural da Feira Cultura Digital dos Bairros com a presença de músicos de Pernambuco, Altamira e talentos locais revelados no Show de Calouros e Festival de música realizados durante o evento. A noite também foi de premiações e entrega do computador sorteado entre os participantes da feira que apoiaram a moeda social e trouxeram garrafas pets para serem trocadas por Muiraquitãs.

Quem abriu a noite cultural foi o trio Quinho Caetes, Daniel Luis e Ronaldo Eli tocando o ritmo pernambucano Coco de umbigada com muito maracá e percussão, não deixando ninguém parado. Em seguida o grupo de teatro amador da Casa Brasil apresentou a peça ‘Deu a louca nos contos de fadas’ mostrando que toda história tem que ter um final feliz.

O evento ainda revelou mais talentos locais. Foi o casodo grupo de dança Flamenca e do desfile de moda produzido por moradores da grande area do Santarenzinho. E por falar em talentos. A noite ainda foi de grandes revelações.

Premiações

Quem saiu sorrindo da feira foram os vencedores do Show de Calouros e Festival de Música Milena Mota de Freitas de apenas 9 anos que conquistou nota máxima com os jurados no Show de Calouros e o Hugo Erlon que venceu o festival de música. Os dois, juntamente os outros candidatos que ficaram em 2º e 3º lugar vão gravar um CD. São eles

Festival de Musica
1º Lugar: Hugo Erlon (62 pontos)
2º Lugar: Hiller dos Santos (61 pontos)
3º Lugar: Anderson André de Souza (57 pontos)

Show de Calouros
1º Lugar: Milena de Freitass (30 pontos)
2º Lugar: Klebar Pagel (28 pontos)
3º Lugar: Rafaela de Souza (27 pontos)

Pela pontuação é possivel saber que não foi fácil para os jurados. A disputa pelo 1º lugar foi acirrada. O que mostra que temos muitos talentos guardados nos nossos bairros e que só precisam de uma forcinha para despertarem.

Sorteio do computador

Wallace Rabelo não cantou, mas saiu da feira com um super-prêmio. A mãe dele, Maria Lucivânia, ganhou o computador que foi doado pela Otica Xingú e que foi sorteado entre as pessoas que trocaram garrafas pets por moedas sociais durant a feira. A Otica Xingu é apoiadora da Feira e foi a 1ª empresa a acolher o uso da moeda social como forma de pagamento.

O Muiraquitã, representação maior da cultura tapajônica representa na moeda social lançada durante a Feira Cultura Digital dos Bairros, é a oportunidade para o fortalecimento da economia solidaria entre comunidades e entidades sociais. Maria Lucivânia (Rifa 2931) acreditou na moeda e trocou 70 garrafas pets e garantiu um computador e ainda o engrandecimento dessa inciativa.  Saiba mais sobre a moeda Muiraquitã.

Papo-Show

Subiu ao palco para finalizar a 3ª Noite Cultural e a I Feira Cultura Digital dos Bairros o grupo Companhia Papo-Show de Altamira (PA). Muito mais que diversão, a banda que mistura teatro e questões sociais levantou, com a letra de suas músicas, um convite para refletirmos sobre meio ambiente, cidadania, direitos e fortalecimento social.

Quase duas mil pessoas estiveram presentes na 3ª Noite Cultural, o que refletiu o sucesso da iniciativa, tanto da moeda social, como a de juntar em um único espaço artistas locais, economia-solidária, cultura digital e uma diversidade social e cultural de atividades através da presença de pontos de cultura e ativistas digitais de diversos estados do Brasil, como Pernambuco, Roraima, Amazonas e das cidades de Altamira, Rondon do Pará, Belém e Belterra (Pará). Além da presença dos moradores da grande área do Santarenzinho e vindos de outros bairros de Santarém.

Rede Mocoronga com Forró do Muído

31 de março de 2010 por Raquel Fernandes

Veja a entrevista com a Banda Forró do Muído, produzida pela Rede Mocoronga, durante a visita em nossa região. A entrevista foi feita pela equipe, Felipe Afonso Rodrigues e Bill Thernstrom. No vídeo abaixo a banda fala da alegria de estar em Santarém e das coisas boas que existem em nossa região. Confira.

Jovens da Banda Chaqualho de Vila Amazonas ganham prêmio

18 de setembro de 2009 por Fabienne Simenel

A Banda Chaqualho da Vila Amazonas foi uma das selecionadas da chamada “O quê é a música?”, convocada pela Eletrocooperativa.Foram enviadas 450 criações entre videos, músicas, imagens e podcasts; a Banda Chaqualho foi um dos cinco vencedores na categoria “música”.

A Banda chaqualho é formada por 8 jovens da comunidade de Vila Amazonas na margem do Rio Amazonas, em plena Floresta Amazônica. Todos os intrumentos da banda foram feitos artesanalmente pela turma, e com muita criatividade eles fazem a festa. Com apoio do Pontão de Cultura Digital do Tapajós e do Saúde e Alegria os jovens da Banda Chaqualho gravaram músicas para participar do concurso.

A Eletrocooperativa é um coletivo de cultura livre, baseado em Salvador da Bahia. Para mais informações, acesse o site.

Veja a Banda Chaqualho aqui, ou assista o vídeo no Youtube.

Parabéns aos jovens de Vila Amazonas!!

Concurso Mocorongo premia talentos comunitários

3 de agosto de 2009 por Raquel Fernandes

A Rede Mocoronga vem buscando resgatar e valorizar cada vez mais os talentos comunitários. Por isso lançou no final do ano passado o Concurso sobre Queimadas e Desmatamento na Amazônia. Muitos comunitários talentosos participaram desse concurso. Um deles foi Leda Cristina dos Santos, famosa pelos seus versos, poesias e músicas, moradora da comunidade de Suruacá, no rio Tapajós.

Leda Cristina e a equipe do programa da Rede Mocoronga
Leia o resto desse post »

Muratuba recebe visita de Dom Esmeraldo

13 de abril de 2009 por Risonaldo Fernandes

Como a Paróquia ainda não tem vigário para fazer o trabalho pastoral, o bispo Dom Esmeraldo, esteve visitando a nossa comunidade na última terça-feira dia 7, com o objetivo de celebrar Missa com as comunidades que compõem o distrito quatro.

Para o povo de Muratuba, foi uma satisfação receber pela primeira vez o Pastor da nossa Diocese. Somos gratos também , pela participação das comunidades vizinhas. E, continuamos com muita esperança de que em poucos dias a nossa paróquia receberá um novo vigário.

Cultura livre agita Belém

29 de janeiro de 2009 por Paulo Lima

do site do Teatro Mágico

Grupo de Osasco, que não tem suas músicas executadas nas rádios fm comerciais, fazem show empolgante no palco da Casa das 11 Janelas

Centenas de pessoas de todas as faixas etárias e de muitos países diferentes ouviram, cantaram e dançaram ao som do grupo paulista Teatro Mágico no começo da madrugada de quarta-feira no centro histórico de Belém.  O show, que não pode contar com toda a formação do grupo, surpreendia àqueles que não conheciam ainda o grupo mas que via toda a praça cantar as músicas.  O fenômeno se explica fácil como diz Fernando Anitelli um dos fundadores do Teatro Mágico: “mesmo com 1 milhão de downloads em quatro meses, poucas foram as rádios comerciais a executar as músicas do nosso grupo, muita gente produz cultura livre, pelo caminho paralelo”, acredita.  A internet criou o sucesso alternativo do Teatro Livre. A diversidade de culturas e origens reunidas em Belém confirmou a rapidez da convergência entre o que acontece na distribuição livre de conteúdos culturais na internet, a repercussão deles nas redes sociais de relacionamento (orkut, facebook, twiter, entre tantas outras) criando um novo modelo de distribuição de cultura.

20 anos da Amazônia com Saúde e Alegria

21 de maio de 2008 por Elis Lucien

PSA de Santarém
Completa 20 anos
Está de parabéns
É nota dez, é nota mil
Está de parabéns
Pelo sucesso que adquiriu.

*****************

Vou viajar, no Tapajós
Estou na flona e na resex
Que é de nós
Interagir, vou navegar
No telecentro de Suruacá
Vou escutar a Japiim
O PSA trouxe essa rádio pra mim
Rádio Arco-íris vou escutar
Mais um presente do PSA

************************

Raio de Sol é parceria
Com o Projeto Saúde e Alegria
Teia Cabocla vai te malhar
Está na hora de participar
Tu quer saúde?
Eu sei que quer
Faz teu exame no Barco Abaré
Pois essa ONG de Santarém
Não para aí, e vai mais além. 

(Paródia interpretada na música do Aviões do Forró/autor: José dos Anjos Oliveira)


Jornal Arte Vida – Comunidade de Muratuba/rio Tapajós
Repórter: Maila Ediane Rodrigues do Carmo

 

Tarcísio Ferreira o cantor das multidões.

30 de setembro de 2007 por

cimg3118.JPG