2ª Edição do Beiradão de Oportunidades

15 de junho de 2015 por Lilian Campelo

cartaz2_leve

Agora é a vez dos jovens que moram em Santarém

A segunda edição do Beiradão de Oportunidades começa dia 24 e vai até o dia 27. Nessa edição a proposta é convidar os jovens que são de comunidades ribeirinhas, mas que moram na cidade.

As inscrições para participar do Beiradão iniciam nessa segunda-feira, dia 15, e podem ser feitas na sede do Projeto Saúde e Alegria que fica na Av. Mendonça Furtado, 3979, Liberdade.

Como o próprio nome já diz, o evento será uma oportunidade para que muitos jovens possam desenvolver e aprimorar a criatividade para a geração de ideais, para isso durante quatro dias serão realizadas atividades que irão estimular sua energia criativa direcionada a encontrar soluções inovadoras aos problemas existentes em suas comunidades, utilizado a tecnologia como ferramenta para empreendedorismo social.

Curso

Este ano o curso Jovens Empreendedores do Tapajós terá duas turmas, uma para os jovens que moram nas comunidades e outra destinada para os que são de comunidades ribeirinhas, mas que moram em Santarém. O curso é um projeto apoiado pela Fundação Telefônica e Saúde e Alegria.

O curso é dividido em dez módulos com carga horária de 20hs semanais que ocorrem de quinta à sexta-feira de 8hs às 12hs e das 14hs às 18hs; aos sábados de 9hs às 12hs. As aulas incluem assuntos ligados ao universo do empreendedorismo como gestão de negócios, aplicativos móveis, publicidade e marketing, ferramentas tecnológicas, entre outros.

SERVIÇOS

DATA: 24 a 27 de junho

LOCAL: Auditório Boulevard – UFOPA

INSCRIÇÕES: Sede do PSA Av. Mendonça Furtado, 3979, Liberdade.

PARA MAIS INFORMAÇÕES: 93 3067 8000 / 93 9 9149 4801

Jovens ribeirinhos produzem radionovela em oficina

15 de junho de 2015 por Lilian Campelo
IMG_20150610_094106384

Segunda parte da oficina – Edição

Deco e Deca são filhos da Dona Magali e seu Cebola, agricultores rurais e que resolveram matricular seus filhos na escola… Essa história foi criada pelos jovens que fazem parte do Coletivo AMA – Adolescentes Mobilizados pela Amazônia – e que moram na comunidade de Maguari, localizada da Floresta Nacional do Tapajós (Flona).

O enredo foi criado a partir de uma oficina sobre radionovela realizada nos dias 09 e 10 de junho, e forneceu ao coletivo conhecimento técnico de como elaborar um roteiro, gravação e edição. O intuito da oficina foi para que eles, os jovens, possam produzir pequenas narrativas em áudio envolvendo as crianças da comunidade. A atividade, que será realizada pelo AMA, faz parte do projeto Microfone Juvenil e recebe apoio do Saúde e Alegria.

As radionovelas educativas irão abordar sobre os direitos das crianças e dos adolescentes. A formação que o Saúde e Alegria realizou faz parte do acompanhamento que está sendo realizado com os projetos juvenis nas comunidades ribeirinhas e que foram aprovados por meio da Chamada de Apoio às Iniciativas Juvenis.

Ao todo são 16 projetos socioeducativos que estão sendo realizados pelos jovens nas comunidades onde moram, mas recebendo orientação pedagógica, apoio material, técnico e formativo do Saúde e Alegria.

A proposta da Chamada é fazer com que os jovens conheçam o processo de um projeto social, envolvendo-os desde a administração, orçamento, compra de materiais e mobilização. Dessa forma se quer incentivar o protagonismo juvenil, e, sobretudo, que esse jovem desenvolva um perfil de liderança, comprometimento social e olhar crítico da realidade em que vive.

Quer saber como é o fim da história de Deco e Deca? Convido você a ouvir a radionovela produzida pelos meninos e meninas da comunidade de Maguari (Flona do Tapajós).

Amanhã tem Programa de rádio Rede Mocoronga

5 de junho de 2015 por Lilian Campelo

Amanhã tem programa de rádio da Rede Mocoronga. Iremos falar sobre a segunda edição do Beiradão de Oportunidades que será realizado em Santarém para os jovens que são de comunidades ribeirinhas e que moram na cidade; vamos informar também sobre a oficina de Mercados Diferenciados que a equipe de ATER do Saúde e Alegria está realizando. Nessa mesma edição de sábado dia 6, iremos noticiar sobre as oficinas de apoio aos projetos socioeducativos- Tipiti que a equipe da Educom (Educação e Comunicação) irá fazer com os jovens que tiveram seus projetos aprovados na Chamada de Apoio às Iniciativas Juvenis….E muito mais como o bloco Correio Comunitário, ler as cartinhas das jovens Karine, Katrine e Iania Nubia, todas da comunidade Pau da Letra.

Então fique ligado no programa de amanhã que vai ao ar às 10hs pelas ondas da Rádio Rural

Cartinhas enviadas para o programa de rádio da Rede Mocoronga

Psa realiza oficinas de apoio para os projetos socioeducativos

3 de junho de 2015 por Lilian Campelo
DSC03636

Em Maripá reunião com jovens da comunidade para implementar ações do projeto.

Desde abril o Saúde e Alegria vem realizando formações com os jovens que tiveram os projetos aprovados na Chamada de Apoio às Iniciativas Juvenis.

O apoio dado através das oficinas é uma forma de empoderar esses jovens para que possam realizar as atividades dos projetos nas comunidades onde moram junto com o público atendido, que são crianças e adolescentes.

Esse mês de junho as atividades do PSA estão bem intensas. Nos dias 9 e 10 será realizada uma oficina sobre radionovela com o grupo AMA – Adolescentes Mobilizados pela Amazônia da comunidade de Maguari, localizado na Floresta Nacional do Tapajós. O grupo está realizando o projeto denominado Microfone Juvenil que tem como objetivo produzir radionovelas com crianças e adolescentes da comunidade e irá abordar os direitos das Crianças e dos Adolescentes. Todos os 16 projetos aprovados na chamada visam empoderar jovens das comunidades para trabalhar com essa temática.

Da Flona pra Resex. Nos dias 12 e 13 a Aldeia de Solimões recebe a formação sobre cineclube. E dando continuidade na oficina sobre edição de vídeo documentário, irá ocorrer amanhã, dia 5, na sede do PSA, a segunda etapa da oficina com Benezildo Costa, um dos membros do projeto Doc. São Pedro. A oficina ainda continua no sábado e na segunda, nos dias 6 e 8, com Leila Verçosa ministrando a formação.

No sábado, dia 6, será a vez das comunidades de Cabeceira e Vila do Amorim. Elis Lucien e Adriana Gama estarão fazendo uma visita nas comunidades para acompanhar os projetos: Criança Saudável é Criança Feliz e A felicidade é uma escolha, das comunidades acima, respectivamente.

 

Um olhar sobre o que foi o Beiradão de Oportunidades

22 de maio de 2015 por Lilian Campelo

Estwhatsapp-emotions-reais-11e é um pequeno relato publicado no grupo Teia Cabocla do WhatsApp pelo jovem Bruno Vasconcelos pós Beiradão.

Um breve resumo do que foi o evento para ele.

👭👫👫👭O que Falar do Beiradão de Oportunidades ❓

Evento Este Realizado na Chácara A&C 🏡
👭👫Particularmente  encontrei  pessoas  que ainda não conhecia , jovens que fiz amizades e vou ter um carinho especial sempre.
Foi muito massa ter conhecidos todos.😂😂💃👫

Enfim foi tudo de bom

👯 Dancei
😮🎶Cantei
👫Desfilei
👏💃Brinquei

Mas o que mais me deixou feliz , foi poder ver o brilho dos olhos destes jovens que refletiam uma força de vontade de ir em busca de seus sonhos e apesar das dificuldades mostraram que podem e que são capazes de ser os protagonistas do seu próprio futuro e de suas comunidades 😂😍👭👫 que não mediram esforços para chegarem até o Beiradão , digo que todos são vencedores, guerreiros, que independente de qualquer resultado continuarão nas suas lutas em busca de seus objetivos. 👭👫👭

Parabéns jovens por vcs acreditarem em si próprio! Continuem assim e se tiverem que mudar que mudem pra Melhor.  👏👏🎊🎉

A Equipe do Projeto  Saúde & Alegria  está de Parabéns 😄😂😂👏 agradecemos o empenho de todos

👨Paulo Lima
👨Tinho
👨Bob
👨Gabriel
👨Maickson
👨Kenned
👩Elis Lucien
👩Dri Gama
👩Lilian Campelo
👩Sula Araújo

E todos os Colaboradores que participaram desse sucesso

Epah! epah!
Pera ai faltou falar daquelas  que arrebentaram incansavelmente no Cardápio que estava ótimo
👩🍴☕🍗🍖

👩Dona Val
👩Dona Iraci
E aquelas que colaboraram na Cozinha 🍴🍛
Vcs são maravilhosas !
Parabéns👏🎉🎊

Que continuem nessa Batalha dando o Melhor de si para realizarem  o  Famoso Beiradão em Parceria com a Fundação Telefônica📱🏢

E os Facilitadores  valeu de coração pelos conhecimentos repassados e pela paciência e por terem acreditado no sucesso de nós Jovens!
👨Jotta Neto
👨Fabio Brito
👩Drí Dalbert

Sucessos Sempre!

14º Edição da Teia Cabocla começa hoje

25 de março de 2015 por Lilian Campelo
11079650_10204244400046960_5082330166494850544_n

Foto de divulgação

Com o intuito de promover o encontro de várias iniciativas que estão sendo realizadas nas comunidades ribeirinhas pelos jovens com o apoio do Saúde e Alegria, de hoje até sábado ocorre a 14ª edição da Teia Cabocla. O evento será realizado na Chácara A&C no Mararú, na cidade de Santarém.

O Festival de Iniciativas Jovens da Floresta, assim denominado o tema deste ano, reunirá lideranças juvenis da Flona do Tapajós e Resex Tapajós-Arapiuns. A expectativa é que cerca de 80 jovens de 44 comunidades estejam participando da Teia.

O evento irá agregar jovens que estão envolvidos nas diversas iniciativas empreendidas pelo Saúde e Alegria, além de grupos já existentes nas comunidades como os grupos de jovens e rádios comunitárias.

A proposta da Teia Cabocla, desde a primeira edição, é fortalecer os jovens das comunidades a partir do intercâmbio das experiências e o reconhecimento do seu território.

Modalidades Educativas em destaque na Copa Floresta Ativa

18 de agosto de 2014 por Adriane Gama
Masc_final_CFA

Mascotes classificados para a grande final da Copa Floresta Ativa.

Assim como a Copa do Mundo reuniu povos do mundo inteiro através da imagética bola, a Copa Floresta Ativa 2014, do Projeto Saúde & Alegria em parceria com a Tapajoara e ICMBIO, mobilizou as comunidades ribeirinhas da Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, interior da floresta mais conhecida do planeta, com simplicidade, criatividade e muita ginga no pé. Durante o início desse ano, foram 4 eliminatórias sediadas em comunidades da Resex: em Anumã e Surucuá, no mês de abril e São Pedro e Vila de Boim, em maio.

Mas nem só de futebol se faz uma copa na floresta. Este evento tem como características marcantes, as atividades e campanhas educativas. Como nas edições anteriores, a Final da Copa terá dois dias intensos de ações educativas e esportivas, sendo que no primeiro dia, na sexta pela manhã, acontecerá um seminário reunindo a juventude e lideranças comunitárias e pela tarde, grupos de trabalhos entrarão em cena com produções sócio-educativas. Durante todo o sábado, as seleções de futebol classificadas disputarão a grande final. À noite, para fechar com grande estilo e muita alegria, Circo Mocorongo com sua trupe circense e premiações das modalidades educativas.

Neste mesmo dia, paralelamente aos jogos, um espaço sócio-cultural será montado, com o objetivo de atrair a atenção dos visitantes e esportistas, os quais estarão torcendo também pelas produções artísticas realizadas por suas comunidades. Esta sala de exposição apresentará as produções filnalistas das nove modalidades educativas: Mascote, Música, Paródia, Esquete Circense, Foto, Cartaz Educativo, Reportagem, Rádio (melhor reportagem, vinheta ou entrevista), Jornal Impresso e Vídeo.

Serão esperados 58 produções das modalidades educativas, cujos seus artistas finalistas receberam nas eliminatórias, passaporte com direito a transporte e alimentação para participar da grande final que acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, na Vila de Anã, Rio Arapiuns. Um comitê de jurados independentes avaliarão os trabalhos classificados, a partir de quatro critérios básicos: Mensagem Educativa, Criatividade, Qualidade e Comunicativo.

As premiações dos campeões das categorias educativas da Grande Final da Copa Floresta Ativa, segundo o seu edital, são as seguintes: Mascote – Jogo de camisas, Música e Paródia – Violão, Esquete circense – Kit com materiais de circo, Foto – Máquina fotográfica, Cartaz – Kit com materiais de pintura, Melhor reportagem impressa/jornal – Máquina fotográfica, Programa de rádio (vinheta, entrevista ou reportagem) – Gravador digital e Vídeo – Tablet.

Confira abaixo, os vencendores das eliminatórias que estarão na Grande Final da Copa Floresta Ativa. Parabéns a todas comunidades participantes!

Leia o resto desse post »

Jovens da Resex Tapajós Arapiuns participam do curso sobre empreendedorismo

11 de agosto de 2014 por Paulo Lima

Foto Elis Lucien

Foto Elis Lucien

Por Lílian Campelo

Inovar e buscar soluções criativas são algumas das características do empreendedor, e para aguçar o olhar para novas oportunidades 25 jovens da Comunidade da Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapinus participaram no dia 7 da primeira aula do curso sobre empreendedorismo realizado pelo Projeto Saúde Alegria (PSA).

O curso faz parte do Projeto ‘Jovens Empreendedores no Tapajós’ em parceria com a Fundação Telefônica. Serão seis meses de duração divididos em dez módulos com carga horária de 20hs semanais que irão ocorrer de quinta a sexta-feira de 8hs às 12hs e aos sábados de 9hs às 12hs. Por mês serão ofertados até dois módulos.

Ao final os jovens irão elaborar propostas de negócio e defende-la diante de uma banca composta por especialistas. Paulo Lima, coordenador do projeto, explica que as ideias apresentadas pelos alunos deverão atender alguns critérios: caráter inclusivo, socialmente justo e ético, além de possibilitar o envolvimento de outras pessoas da comunidade onde será desenvolvido o negócio.

Algumas propostas poderão receber um prêmio em forma de apoio financeiro do Fundo Semente, doado pela Fundação Telefônica ao projeto e cuja gestão é feita pelo PSA. O apoio é uma forma de incentivar os alunos durante o curso. As ideias selecionadas serão acompanhadas até a sua implementação.

O diferencial

O Coordenador ainda explica que o curso visa despertar o interesse do jovem a partir da busca por soluções aos problemas e desafios que são postos as comunidades. Este é o diferencial do curso, incentivar os jovens agir localmente criando possibilidades empreendedoras socioeconômicas e ambientais de maneira justa e solidária utilizando as tecnologias para o desenvolvimento comunitário por meio de propostas voltado ao negócio social.

De acordo com as ‘Diretrizes estratégicas para a atuação do sistema Sebrae no mercado de negócios sociais’, atualmente há uma discussão sobre o conceito, pois o modelo ainda está em evolução. Contudo, um dos pontos em comum sobre a definição é a busca por soluções a questões sociais e/ou ambientais e que possam contribuir para transformar a realidade local, ou seja, no mesmo projeto de negócios deve conter viabilidade econômica e a preocupação social e ambiental.

O segmento contribui no desenvolvimento socioeconômico, geração de renda e inclusão social produtiva para a base da pirâmide. Porém, não basta apenas oferecer serviços para os grupos de baixa renda e sim fazê-los integrante nas diferentes partes da cadeia produtiva, sejam como proprietários, sócios, parceiros, funcionários e/ou fornecedores, tendo a possibilidade de ampliar o negócio para outros mercados.

Ideias são sonhos

Foi sob essa perceptiva que Carlos Daniel da Comunidade de Parauá vem elaborando sua proposta de negócio, implantar o ecoturismo em sua comunidade. O rapaz de 17 anos conta sobre o projeto com a voz cheia de entusiasmo, próprio da juventude. “O projeto tem tudo para dar certo, temos o Lago do Jacaré, a praia grande e algumas trilhas, o que falta é estrutura para receber o turista. Também penso em utilizamos os recursos naturais como as sementes para confeccionar artesanato para gerar renda. Desta forma as pessoas poderão levar uma lembrança da nossa comunidade”.

Assim como Daniel, Bruno Vasconcelos, 19 anos, também ainda acredita no seu negócio, mesmo não tendo sido selecionado pela banca na primeira turma do curso piloto realizado em 2013. “Quero me formar em turismo e ainda vou montar minha agência e colocar em prática meu projeto”. A proposta era montar uma agência de turismo na sua Comunidade, e motivado conta que a ideia seria algo pioneiro na região.

Atualmente Bruno trabalha como Trainee dando suporte ao curso de empreendedorismo no Projeto Saúde & Alegria e com a mesma garra em que acredita no seu futuro ele deixa um recado para os novos alunos do segundo ano do curso. “Que eles nunca desistam de seus sonhos. Eu levo uma frase de empreendedor: Um bom sonhador é aquele que busca seus sonhos, que luta pelos seus projetos para que sejam implantados, mesmo que outras pessoas digam a ele que é impossível”.

Abertas inscrições de cursos para a nova temporada no Puraqué

17 de julho de 2014 por Adriane Gama

turma_prq

O Coletivo Puraqué abre, neste mês de julho, inscrições para Cursos Digitais em Software Livre. O início das aulas será no dia 14 de agosto e os serviços disponibilizados para a comunidade em geral serão os cursos de Informática Básica, Avançado e de Metareciclagem, para crianças a partir de 12 anos, jovens e adultos, nos horários da manhã e à tarde.

A partir desta quarta edição, além da inscrição gratuita, cada pessoa ao se matricular no projeto ganhará de brinde uma camisa do Puraqué, com a cor conforme o seu curso escolhido.

Ainda com a dinâmica de atividades de cineclube, oficinas de conhecimentos livres e acesso a internet paralelas aos cursos digitais,a novidade para estatemporadafica por conta dos eventos culturais e esportivos: Festival Folclore Puraqueano, Rifas da PuraBeleza e Torneio de Futebol Comunitário, com a finalidade de angariar recursos para a manutenção do espaço e formatura dos alunos.

Formação Digital Puraqueana

A Casa Puraqué localizada no bairro do Amparo, Grande Área do Santarenzinho, está sendo ponto de encontro de mais uma Formação de Competência Digital para Monitores, reunindo novos e veteranos colaboradores intelectuais com oficinas de Metareciclagem, Gerenciamento de aplicativos, Editoração Eletrônica, Blog e Iniciação audiovisual, facilitadas pelos oficineiros Rosinei Lima, Tarcísio Ferreira, Dennie Fabrizio e Adriane Gama.

O objetivo desta formação é apoiar metodologicamente os monitores quanto ao aprimoramento dos seus conhecimentos e se preparar para as próximas experiências sócio-digitais no LabPuraqué baseando-se na utilização segura e crítica das ferramentas tecnológicas.

O Coletivo Puraqué é uma organização não-governamental sem fins lucrativos que atua há 13 anos com alunos_prqcultura digital e cidadania na Amazônia. Um espaço colaborativo, político e ideológico relacionado ao desenvolvimento tecnológico sustentável na região norte. Tem como essência, o ativismo em Software Livre baseado em princípios como a Ética Hacker e a Metareciclagem. Hoje, o Coletivo atua com diversos projetos e atividades, em sua maioria voltadas para o protagonismo juvenil, a transformação social e ambiental e competências para a vida.

Prestação de Serviços Comunitários:

Início das aulas: 15 de agosto

Dias – Segunda e quarta-feira/ terça e quinta-feira

Horários – 8 às 9:30h e 9:30 às 11h e 14 às 15:30h e 15:30 às 17h

Duração: 4 meses (agosto a novembro)

Contribuição mensal: R$ 30,00

Local: Rua Vitória Régia, 223 – Bairro Amparo (entre Paulista e Santa Teresinha, próximo a antiga fábrica de asfalto)

Participe! Vagas limitadas!

Mais informações podem ser obtidas através dos telefones: 9132-7603 e 9136-2772

As dificuldades do Ensino Médio

8 de julho de 2014 por Elis Lucien

Jornal Comunitário Folha de Samaúma, Reportagem: Pedro Nunes

Por: Walter Oliveira

Os alunos da rede Estadual de Ensino ou Ensino Médio que estudam na comunidade de Cametá município de Aveiro, têm muitas dificuldades com relação ao transporte, merenda e principalmente a turma 3º ano que não tem sala de aula adequada, estuda em uma sala improvisada cercada com pedaços de ripas e lonas para evitar a desconcentração dos alunos nas aulas.

Para alguns alunos isso dificulta mais o aprendizado e outros preferem desistir dos seus estudos.

Capa do jornal Folha de Samaúma

Capa do jornal Folha de Samaúma

Para os alunos de Samaúma que estudam na escola Prof.ª Olgarice anexa ao Eduardo Angelim de Aveiro as dificuldades são ainda maiores porque eles tem que tá as 06:00hrs da manhã isso quando o barco vai levar e quando não a dificuldade é ainda maior pois eles tem que comprar gasolina para irem de bajara.

E aonde está a educação de qualidade, que o governo tanto promete é estudando de baixo de árvores?

Só lembrando, que o barco não é para levar o os alunos do Ensino Médio e sim do Fundamental.