Circo Cinco Estrelas

18 de maio de 2012 por Elis Lucien

Hoje tem espetáculo? Tem sim senhor!

No Circo Cinco Estrelas em Suruacá fechando uma programação comunitária. Tudo isso, na responsabilidade do Djalma Lima que em 2011, apresentou na décima Teia Cabocla encontro de lideranças juvenis que fazem parte da Rede Mocoronga do Projeto Saúde e Alegria a Trupe do Cinco Estrela que foi um sucesso com: Luiza, Joane, Jucinalva e a Cintia artistas da Companhia. Essas crianças ensaiam no circo de quintal do Djalma (tem umas árvores de carambola no quintal e arma-se o circo com corda bamba, trapézio e rola rola). Com apresentação de contorcionismo, equilibrismo no rola rola e na corda bamba e palhaçada com toda turma do Projeto com o Djalma naquele momento, palhaço Formiga.

“O Circo Cinco Estrelas surgiu de cinco amigos em Suruacá, que viam na metodologia do projeto Saúde e Alegria em 1987, e dentro da programação que fazia tinha a equipe de palhaço e isso mexeu comigo e os meus amigos entre eles: Neivo, Rafa, Adailson e outro que não me lembro e eu”.

A arte circense potencializa que o indivíduo possa trabalhar a capacidade de transformar o seu mundo e aqueles que dele se aproprie.

Parabéns!Cinco Estrelas.

Gran Circo Mocorongo

12 de outubro de 2011 por Elis Lucien

“Que coisa colorida é aquela?

É o Gran Circo Mocorongo, vamos lá!!”

A magia do circo está presente hoje, no dia das Crianças nas dependências do Projeto Saúde & Alegria. A Maratona de Circo – Dia das Crianças, a equipe armou a lona Cultural UCLA, para alegrar  as crianças, os pais, as mâes e todos que gostam de uma boa risada. Com muita empolgação os malabaristas, equilibristas e os palhaços da Companhia esperam por você. Venham!Não percam!!!

Próxima sessão:

12 de Outubro de 2011, as 16:00 horas.


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Oficina forma jovens em habilidades circenses

29 de agosto de 2011 por Fábio Pena

E o palhaço, o que é? Terminou no último domingo, dia 28, a segunda etapa do programa de formação artística para educadores populares do Projeto Saúde e Alegria. Vindos das comunidades ribeirinhas atendidas pelo projeto, os 15 jovens participantes aprenderam mais sobre a arte da palhaçaria, visando espalhar mais educação, sorriso e alegria em suas próprias comunidades. O curso é realizado em parceria com a ONG Doutores da Alegria, de São Paulo, representados por Soraya Saide e Raul Figueiredo.

A primeira etapa aconteceu no mês de junho, e os participantes chegaram na oficina já contando os resultados do trabalho que fizeram em suas comunidades. A jovem professora Hebe Pereira Lopes,  contou que as dinâmicas que aprendeu, estão servindo para seu trabalho na escola da comunidade de  Vila de Amorim.  “Eu trabalho com crianças especiais, e essas brincadeiras são muito boas e estão me ajudando na escola”.

Assim como ela, os outros participantes já tem planos sendo iniciados, desde a formação de grupos de teatro até a participação nas atividades do Circo Mocorongo do Saúde e Alegria quando passar em suas comunidades.

Mais uma etapa da oficina está programada até o final deste ano.

Maquiagem de palhaço

11 de julho de 2011 por Elis Lucien

Oficina de Maquiagem de palhaço

A arte do palhaço é bastante antiga.Existem relatos de um homem, que alegrava o povo de alguma maneira, seja fazendo piruetas, contando piadas, divertindo o público. Diz a lenda, que o palhaço surgiu com um homem que entrou em cena meio dessengonçado e andando muito atrapalhado no meio do espetáculo. Partindo daí surgiram várias versões do palhaço no decorrer dos séculos.

 

 

 

 

 

Leia o resto desse post »

Padilha no Circo Mocorongo

2 de maio de 2011 por Fábio Pena

Autoridades municipais e o Ministro Alexandre Padilha pestigiaram o Circo Mocorongo de Saúde e Alegria na comunidade de Saracura

 

 

 

Circo Mocorongo leva informação para prevenir a Dengue

19 de fevereiro de 2011 por Elis Lucien

Um palhaço vestido de mosquito da Dengue sai por detrás de uma cortina colorida montada no barracão da comunidade de Solimões, no Rio Tapajós. Junto com ele, outros palhaços entram para ensinar com brincadeiras e muita descontração, como prevenir a Dengue. É o espetáculo educativo de mais um Circo Mocorongo de Saúde e Alegria, que faz parte das Caravanas de Educação Popular nas comunidades ribeirinhas da área da  Resex Tapajós. A equipe chega através do Barco Abaré, a primeira Unidade de Saúde da Família Fluvial do Brasil, em parceria com as prefeituras de Santarém e Belterra e o Projeto Saúde e Alegria.

A equipe do Abaré sabe que tão importante quanto o atendimento em saúde, é importante levar educação para prevenir as doenças. O trabalho mobiliza as comunidades através de dinâmicas coletivas, reuniões, oficinas e brincadeiras envolvendo crianças, jovens e adultos.  Nessas atividades, a comunidade fica mais informada sobre o que é a Dengue, as consequências, o ciclo, e principalmente como prevenir os focos do mosquito transmissor. Os agentes multiplicadores das Comissões Locais de Saúde – CLIS, são capacitados para continuarem o trabalho educativo depois que a equipe sair da comunidade.

Assim como em Solimões, pelo menos 25 outras comunidades região estão recebendo as Caravanas de educação sobre a Dengue.

Depois de muita informação, vem o Circo Mocorongo, com os produtos criados nas palestras.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Dia das Crianças em Jaguarari

13 de outubro de 2010 por Elis Lucien

No último dia 12 de Outubro, a comunidade de Jaguarari na Floresta Nacional do Tapajós no Município de Belterra, recebeu a Caravana de Educação do Navio Abaré. As lideranças estavam mobilizadas afinal, é o dia da alegria e muita informação. As atividades desenvolvidas foram: palestras educativas sobre a Nutrição e Aleitamento Materno para as mães e os presentes.

E a criançada presente, brincou de desenhar, pintar, dominó e jogo de damas com temas do meio ambiente. Com os passos no futuro as Arte educadoras do navio Abaré, realizaram uma roda de conversa sobre a questão da valorização dos alimentos regionais no dia-dia das famílias e a importância na alimentação das crianças.

E não podendo faltar o Gran Circo Mocorongo de Saúde e Alegria para este dia tão especial o “Dia das Crianças” com músicas educativas, esquetes, brincadeiras com brindes, balão e distribuição de bombons para a criançada.

Circo Mocorongo em Marituba

24 de junho de 2010 por Fábio Pena

Na última segunda-feira, dia 21 de junho, a comunidade de Marituba, na Floresta Nacional do Tapajós recebeu a trupe do Circo Mocorongo de Saúde e Alegria, na oportunidade da visita do Barco Hospital Abaré.

Além de esquetes e brincadeiras educativas comandadas pelo palhaço Magnólio de Oliveira e a palhaça Macaxeira, a comunidade também apresentou a cultura local através do carimbó e danças de origem indígena.

Acompanhando o espetáculo, esteve a equipe do Programa Conexões Urbanas, do Canal Multi show, produzido pelo Grupo Cultural AfroReggae, que também documentou o trabalho de atendimento em saúde da equipe do Abaré.

Palhaço

10 de dezembro de 2009 por Elis Lucien

Palhaço figura central dos palcos espalhados pelo mundo. Alguém já se perguntou como é que ele faz pra fazer a plateia sorrir? Com muito profissionalismo e a transformação acontece… No momento que o personagem começa a ser maquiado, vestido e envolvido pela atmosfera do riso. A pessoa que empresta o seu corpo para esse personagem entrar em cena transformando-se no PALHAÇO. É maravilhoso esse mundo do palhaço!! Só de alegria, diversão, cores e muito carismo. Ser palhaço é sentir na plateia a melhor hora de fazer palhaçada, a melhor piada, a brincadeira que a criança tanto espera e que aquele jovem ou  adulto solte a alegria que se encontra lá no fundo do seu coração.

Homenagem ao Dia do Palhaço – 10 de Dezembro.

Ser palhaço é fazer palhaçada, palha frita, palha ensopada e tudo em prol da alegria das crianças.

III Oficina Intercomunitária dos Multiplicadores do ECA

27 de março de 2009 por Adriane Gama


Nos dias 20, 21 e 22 de março, aconteceu a III Oficina Intercomunitária dos Agentes Multiplicadores do Eca das comunidades ribeirinhas, no centro de formação Chico Roque. Onze comunidades participaram com seus três respectivos representantes: 1 da Flona (Prainha), 9 da Resex (Boim, Surucuá, Suruacá, Vila de Amorim, Capixauã, Vista Alegre de Capixauã, Solimões, Pedra Branca e Vila Franca e 1 de Aveiro (Cametá), todas envolvidas diretamente no programa “Crianças da Amazônia”.

Leia o resto desse post »