Lenda do Lago da Velha

11 de junho de 2013 por Elis Lucien

No igarapé que divide a comunidade de Samaúma a Andurú existe um lago, não muito grande, onde os moradores das duas comunidades costumava ver uma velha que sempre ia com uma cabaça, conhecida também como Jamarir. As pessoas que avistavam a misteriosa velha em um segundo de descuido, a velha sumia, e então,  as pessoas sentiam uma forte dor de cabeça que só passava quando o curandeiro da época ia até a pessoa e benzia.

Ainda hoje, o lago continua intacto. As pessoas que habitam as comunidades não vão lá,  porque existe esta velha que protege o lago. Neste lago existe bastante tracajá, pirarucu, mas ninguém tem coragem de capiturá-los. Dizem que a velha é muito má com quem vai lá. O lago está como era há muitos anos.

Jornal Folha de Samaúma, ed. 19ª, ano VII.

Reportagem: Lana Rodrigues Xavier.

Deixe um comentário